Como garantir segurança no empacotamento de produtos frágeis

A embalagem é muito importante para a boa exposição e total segurança da mercadoria, pois as operações nas principais etapas da logística (armazenamento, processamento interno e transporte) são intensivas.

Quando se trata de embalar produtos frágeis, é preciso ter mais cuidado, pois o significado da embalagem equivale ao valor do produto em si e garante a qualidade nas mãos dos consumidores.

Quer saber o real papel das embalagens para produtos frágeis na logística? Então continue lendo!

Proteger a mercadoria

Existem muitos tipos de produtos frágeis, desde as mais simples frutas, vegetais, legumes, potes de vidro até os mais requintados copos de cristal, porcelana, obras de arte e artesanato.

Tudo isso requer atenção especial à embalagem.

Para proteger o produto, são necessários até três tipos de embalagens de acordo com a fragilidade do material. 

São elas:

1. Embalagem primária

Como o nome sugere, este é o primeiro nível de proteção do produto. Por exemplo, ela pode ser:

  • Invólucro de papel;
  • Caixa longa vida;
  • Plástico laminado ou saco plástico;
  • Lata de alumínio ou de aço;
  • Pote de vidro;
  • Blister;
  • Um frasco.

2. Embalagem secundária

A segunda camada de proteção do produto pode ser a caixa de exposição (individual ou que consiga agrupar uma quantidade apropriada para consumo), engradados, caixas plásticas com tampas, que contenham envelopes, ou caixas de papelão, também com tampas e com o fundo metalizado.

Esse tipo de embalagem irá envolver a embalagem primária, o que aumenta o cuidado com os produtos frágeis. Em casos de produtos perecíveis, também ajuda a estender o prazo de validade.

3. Embalagem terciária

Esta camada protetora fornece proteção máxima para as mercadorias: uma caixa de transporte com várias caixas expositoras, que podem ser um contêiner, uma caixa de madeira ou uma caixa feita de papelão ondulado resistente.

Fitas adesivas garantem que o produto seja embalado na maior quantidade possível, sem ser danificado por abertura acidental ou algum incidente. Desta forma, a eficiência do transporte pode ser otimizada.

Além disso, a embalagem deve ter peso adequado para facilitar o transporte pelo despachante ou comprador. Ou seja, atender às considerações ergonômicas.

Maior praticidade ao desembalar o produto

Outro ponto a considerar ao embalar produtos frágeis é que podem ser facilmente desembalados, não permitem a destruição não intencional por meio de operações simples e não requerem acessórios complicados para abrir.

A embalagem não pode acidentalmente cair das mãos de quem estará manuseando o produto, porque se cair, destruirá tudo.

Lembre-se de que a facilidade de transporte e a qualidade de qualquer um dos três tipos de embalagem também contribuem para a segurança dos produtos frágeis.

Melhor comunicação com o público

A embalagem deve conter todas as informações necessárias ao pessoal que a manuseia, seja durante o transporte, armazenamento ou uso.

Instruções de uso, fita adesiva de atenção, receita, manual, bula… Tudo isso faz o papel da comunicação nas embalagens. Mas qual o tipo de comunicação que os produtos frágeis devem transmitir ao público?

Veja a seguir:

Para o público em geral

A embalagem precisa gerar em você o reconhecimento da marca e a percepção. Ou seja, fazer com que o seu produto se destaque dos produtos de seus concorrentes. 

Isso pode ser feito por meio de reconhecimento visual exclusivo diante dos consumidores atuais e clientes em potencial.

Chamar a atenção é necessário para que o comprador possa associá-la às suas necessidades ou desejos ao visualizar o produto, para que a fragilidade do produto não se torne um obstáculo à compra.

Um bom design de embalagem pode promover a compreensão do conteúdo. Devido ao requinte da embalagem, os consumidores tendem a pagar mais pelo item.

É importante notar que quando o consumidor percebe uma embalagem de alta qualidade, ele presumirá que os produtos nela contidos representam o mesmo nível de qualidade.

Isso pode enriquecer sua experiência de marca e até mesmo aumentar sua fidelização.

Para os armazenadores e transportadores

Símbolos padrão da indústria devem ser fornecidos para indicar como os produtos frágeis devem ser manuseados.

Veja informações que devem conter nas embalagens de produtos frágeis:

  • Proteção contra luz solar, temperatura ou chuva/umidade: Esta instrução protege o produto de condições climáticas adversas que podem afetar sua qualidade, desempenho ou durabilidade;
  • Manuseie com cuidado: Isso garante que as caixas sejam manuseadas com cuidado para evitar que sejam atiradas, batidas ou sofram choques;
  • Como amarrar as caixas: Nesta imagem ilustra-se como colocar as caixas em cada camada da pilha. Com esta solução, a pilha de produtos frágeis permanece estável, evitando quedas, perdas e acidentes;
  • Empilhamento máximo: Esta especificação não permite excesso de peso na caixa que possa danificar os produtos nela contidos;
  • A direção de posicionamento da caixa: a posição correta pode evitar que a caixa dobre, expanda ou aperte, danificando a mercadoria.

Para o cliente final

Deve haver informações sobre a manutenção do transporte, prazo de validade e características do produto – marca, modelo ou tipo, cor, quantidade e/ou peso – e outras explicações.

A embalagem também pode conter receitas, instruções de uso e conservação e manutenção que despertem mais interesse no produto, facilitando a vida do consumidor/usuário final.

Conclusão

Quando pensamos na embalagem de produtos frágeis, o foco está na proteção e segurança que ela proporciona, o que é, sem dúvida, um momento decisivo para tais produtos.

Agora que temos certeza de que você está por dentro deste assunto, compartilhe-o nas redes sociais e ajude seus colegas a aprender mais!

E, se ainda restou alguma dúvida, entre em contato conosco. Será um prazer ajudar você.

Categorias

Todos os Artigos

Redes Sociais

Siga nossas redes sociais: